01/08/2016

Saiba como usar o FGTS para abater a dívida do seu financiamento imobiliário.

Reduzir a dívida sem tirar um real do bolso pode parecer milagre, mas não é. Basta usar o dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

a hand holds a single key Quem vive de aluguel e sonha com a casa própria não vê a hora de estar morando naquilo que é seu. Há também aqueles que já conquistaram o próprio teto por meio de financiamentos habitacionais e, agora, sonham com o dia em que as prestações chegarão ao fim. Com a explosão dos financiamentos de imóveis nos últimos anos, há milhares de pessoas nessa situação. Muitos desses novos proprietários nem sabem, mas há uma alternativa para quitar o financiamento de forma bem mais rápida, ou então, fazer com que as prestações fiquem mais suaves. Reduzir a dívida sem tirar um real do bolso pode parecer milagre, mas não é. Basta usar o dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Mesmo tendo usado o FGTS para dar a entrada no financiamento imobiliário, os mutuários podem fazer saques do fundo a cada dois anos ou mesmo todos os anos, em caso de extrema necessidade. Dependendo de quanto o proprietário do imóvel está pagando e do seu saldo no fundo de garantia, recorrer a essa possibilidade pode significar a economia de pelo menos o dobro do valor sacado do FGTS. Isso porque esse direito trabalhista pode ser empregado para abater o saldo devedor (a dívida propriamente dita) do financiamento do imóvel, diminuindo o número de prestações e fazendo desaparecer do boleto os juros e as taxas dessas prestações pagas antecipadamente.

A receita é simples, de acordo com Rúbia Aita Xavier, gerente da Caixa Econômica Federal. O cliente precisa estar financiando o seu primeiro imóvel, estar trabalhando há pelo menos três anos no regime do FGTS, ter no máximo três prestações em atraso e possuir o valor equivalente a no mínimo cinco prestações no saldo do fundo de garantia. Respondendo a essas condições, é só o cliente decidir como quer usar esse recurso.

“O fundo de garantia pode ser usado tanto como entrada no financiamento como também para amortizar, liquidar ou para pagar parte da prestação. Se o cliente quiser abater a dívida do financiamento, pode reduzir o prazo ou diminuir o valor da prestação. Pode fazer uma de cada vez ou usar uma parte do valor para uma situação e outra para a outra”, explica Rúbia.

Uma terceira alternativa é o cliente destinar o saldo do FGTS para pagar uma parte das prestações dos próximos 12 meses. Se comparada com as outras opções, esta é a menos vantajosa, porque o fundo de garantia, que é uma reserva do trabalhador, acaba sendo usado para pagar juros e taxas, além de ajudar a quitar a dívida. Mas usar o fundo e conseguir reduzir em até 80% o valor das prestações por um ano pode ajudar muita gente a sair do aperto e reorganizar as contas.

Fonte: ZAP Imóveis

Rafael Losch
Postado por: Rafael Losch

03/01/2016

2016 começa com novos limites no Minha Casa Minha Vida

Novos limites para financiamento de imóvel pelo Minha Casa, Minha Vida começam a valer segunda-feira.

Sorteados-Minha-Casa-Minha-Vida-Natal-–-RN

Começa a valer, na próxima segunda-feira, 4 de janeiro, o novo teto para financiamento de imóvel pelo programa Minha Casa, Minha Vida. Em Passo Fundo, por exemplo considerada uma capital regional, o limite do valor da casa ou apartamento passa a ser de R$ 160 mil.

As novas regras haviam sido publicadas no Diário Oficial da União de 15 de dezembro, em três portarias do Ministério das Cidades, e começam a valer na próxima segunda-feira, para todo o país. Antes disso, em outubro, o Conselho Curador do FGTS havia aprovado os novos valores.

Uma das mudanças é a nova divisão territorial dos limites. Rio Grande do Sul e Santa Catarina terão as mesmas taxas dos demais Estados da Região Sul, além de Minas Gerais e Espírito Santo, por exemplo.

Com isso, as compras de imóveis por financiamento que já estavam em negociação e deverão ser assinados a partir de segunda podem ser recalculadas para contemplar os novos limites. Para algumas capitais, como Porto Alegre, o limite chega a R$ 200 mil.

Para capitais regionais com  menos de 250 mil moradores, o teto passará para R$ 160 mil, como é o caso de Passo Fundo

Cidades com população entre 50 mil e 250 mil pessoas, o limite é de R$ 130 mil. Quando a população for de 20 mil a 50 mil, o teto será de R$ 100 mil e, nos demais municípios, de R$ 90 mil.

As portarias também alteram as faixas de renda que se enquadram nas categorias 2 e 3 do programa habitacional. Na faixa 2 do programa, famílias que ganham até R$ 2.350 brutos por mês pagam 5,5% de juros anuais.

Fonte: Zero Hora

Rafael Losch
Postado por: Rafael Losch

07/09/2015

VEM AÍ O MINHA CASA MINHA VIDA 3

Em meio às notícias de crise política, desemprego, alta do dólar e desaceleração da economia vem aí uma notícia que vai animar o mercado imobiliário. O Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, comentou nessa semana que, até fim de outubro, será lançada  a terceira etapa do programa Minha Casa Minha Vida.

banner_minha_casa_minha_vida O Minha Casa Minha Vida é um programa do Governo federal destinado ao financiamento do primeiro imóvel. Para se habilitar ao crédito o interessado não pode ter imóvel em seu nome, deve ter renda entre R$ 1.600,00 e R$ 5.000,00 e não pode ter sido beneficiado por outro programa de financiamento habitacional. O Minha Casa Minha Vida utiliza recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

leia mais…

Rafael Losch
Postado por: Rafael Losch

19/04/2015

Por que é tão importante possuir um imóvel próprio

casa propria A compra de um imóvel próprio é o sonho de muitos brasileiros que querem se ver livres do pagamento do aluguel. Talvez essa seja a hora de sair à procura do sonho de ter a própria casa ou apartamento, já que é possível encontrar diversas ofertas de financiamento por meio de construtoras ou bancos, especializados no ramo imobiliário.

leia mais…

Rafael Losch
Postado por: Rafael Losch

04/12/2014

Personalização é vantagem de comprar imóvel na planta

A possibilidade de escolher dentre algumas opções de planta aquela que será a melhor para você e sua família é uma das vantagens de comprar imóvel antes da construção. Preocupadas em atender os anseios e necessidades específicas dos compradores de imóveis, construtoras e incorporadoras tem investido na personalização de imóveis desde as plantas.

planta Segundo a arquiteta paulista Renata Marques, com larga experiência no trabalho com as grandes incorporadoras no gerenciamento de projetos desta natureza, afirma que a principal vantagem deste tipo de aquisição é a garantia da execução do trabalho e cumprimento de prazos pela empresa responsável pela obra. “É sem dúvida uma situação interessante para o comprador, que recebe o imóvel pronto com todos os opcionais escolhidos, contando ainda com a garantia da construtora”, avalia.

leia mais…

Rafael Losch
Postado por: Rafael Losch

07/09/2014

Automação residencial: sistemas se tornam cada vez mais práticos e acessíveis

Comunicação sem fio permite automatizar ambientes sem reformas ou infraestrutura especial

automacao

 

Em se tratando de automação residencial, o futuro é agora. Já é possível controlar consumo, temperatura, iluminação, água da piscina, sistema de irrigação, televisão, som… Tudo por meio do tablet ou do smartphone. Atecnologia permite programar em que cenário se deseja despertar, assistir a filmes ou ler, alterando a iluminação com LED. Mais do que isso, sensores ajustam automaticamente a temperatura do imóvel, conforme o clima externo, programando a abertura das persianas e o ar condicionado. O mesmo ocorre com as luzes, que podem ser, por exemplo, desligadas quando o ambiente estiver vazio ou quando a iluminação natural estiver de acordo com o limite pré-ajustado (nesse caso, as persianas seriam abertas).

leia mais…

Rafael Losch
Postado por: Rafael Losch

27/05/2014

Sete importante dicas para facilitar a venda do seu imóvel!

Vender ou alugar um imóvel é uma tarefa que pode levar meses para ser concretizada.

 

imoveis_vendas Dica 1 – sugira um preço justo

Na avaliação deixe o corretor  ajudá-lo sugerindo um preço justo, evite pedir um preço muito alto, planejando abaixar depois, levará mais tempo para o imóvel ser vendido, o que acarretara mais custos e os prováveis compradores vão perdendo o interesse. Conhecer o valor da sua casa é um passo importante. Seja realista e não deixe se levar por fatores emocionais.

leia mais…

Rafael Losch
Postado por: Rafael Losch

27/04/2014

Prédio ou novo ou antigo? Separamos prós e contras pra você decidir.

Separamos oito informações importantes sobre prédios antigos que te ajudarão a fazer um bom negócio.

Seja para investir ou morar, a escolha da casa ou apartamento deve ser feita considerando uma série de critérios, a fim de evitar que o sonho vire um pesadelo. Mais do que um local para viver, comprar um imóvel significa fazer um investimento à longo prazo. E um dos quesitos para avaliar, é a escolha de um imóvel novo ou antigo.

PREDIOS1

1.       Prédios mais antigos possuem cômodos maiores, principalmente quartos e banheiros. Contam também com grandes janelas, que melhoram a ventilação e iluminação da casa.

leia mais…

Rafael Losch
Postado por: Rafael Losch

  • Rafael Losch
  • +55 54 8403 2915
  • rafalosch@gmail.com